Homossexualidade é doença? Porque precisa ser tratada?

Olá Pessoas! Primeiramente,  desculpe o sumiço de uma semana. Precisei me ausentar para me dedicar aos estudos, mas já estou de volta com força total e muitos assuntos. Falando em assuntos… mudei minha programação para falar sobre o tratamento da homossexualidade.

Quando li isso pensei que tinha entrado na máquina do tempo e voltado no século passado! Tenho visto muitas opiniões contra e a favor, manifestações, agressão em redes sociais, muita gente levantando bandeiras e mais bandeiras. Então, resolvi falar sobre o assunto! Não costumo entrar em temas muito polêmicos no blog, mas acho que essa notícia vai muito além de polemizar.

pride-flag Comportamento Todos

Entenda o que aconteceu

No dia 18/09/2017, o Juiz Waldemar Cláudio de Carvalho do Distrito Federal permitiu uma liminar para psicólogos tratarem a homossexuais como pessoas doentes, podendo realizar terapias de reversão sexual sem serem censurados pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP).

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a homossexualidade deixou de ser considerada doença desde o ano de 1990 – vamos falar… já demorou para isso acontecer – e o tratamento de reversão sexual é proibido desde 1999 pelo CFP.

Por favor, alguém me  manda a localização da máquina do tempo porque eu preciso voltar para 2017! Não quero brincar de “na época dos meus avós…”.

Homossexualidade é doença?

Em 2014 o Dráuzio Varella falou sobre o assunto e uma das coisas que ele disse é fato….

“A sexualidade é. Ela se impõe. A gente não escolhe. Aqueles que acham que a homossexualidade é um desvio, uma aberração da natureza, dizem isso por ignorância. Porque se fosse assim ela seria exclusiva dos seres humanos, mas a homossexualidade tem sido documentada em todos os animais, praticamente. Em todos os vertebrados”

💡 Principalmente  em aves é muito comum comportamentos homossexuais. Falo isso como Veterinária!

Assista o vídeo completo ➡

Homossexuais precisam de tratamento psicológico? 

Tenho amigos homossexuais e vejo o quanto eles sofreram e sofrem com o preconceito. Enfrentaram muita coisa durante o processo de aceitação e o encontro com sua identidade.  Nascer, crescer e se descobrir em uma sociedade repleta de tabus, intolerâncias e  desrespeito não é uma missão fácil.

Ouvir que você vai para o Inferno por ser homossexual, afinal o que você faz ou sente vai contra os “Mandamentos de Deus”. Deus condena seus filhos por amar e serem pessoas felizes? Não vou me estender em questões religiosas, porque isso sempre causa confusão.

Até hoje pessoas passam a vida toda no “armário” por medo da repercussão que sua opção sexual pode gerar na família, emprego, amigos, na vida. Mesmo com a mídia falando sobre o assunto, mostrando que independente da opção sexual todos são iguais e que isso é normal e deve ser tratado com normalidade!

A intolerância, preconceito e a falta de respeito fazem muitas pessoas sofrerem, porque ninguém gosta de não ser aceito. Isso dói, causa tristeza, solidão, doenças como depressão e até suicídio – inclusive fizemos uma campanha de prevenção ao suicídio -. É por isso que acho que homossexuais precisam de tratamento psicológico!

Para algumas pessoas lidar com tudo isso é difícil e causa sofrimento. O profissional de psicologia vai te ajuda a se aceitar e se tornar empoderado, criar a coragem de se assumir como você nasceu e se sentir bem comisso, mas acima de tudo, estar preparado para encarar que está por vir. Porque, só quem já sentiu na pele o preconceito sabe o quanto machuca. Não me refiro somente aos homossexuais, mas negros, obesos, deficientes, pobres… a lista é longa.

A ignorância  gera crítica e julgamento de tudo que é diferente de nós. O que é engraçado que em um país com uma diversidade tão grande como o Brasil, ainda exista o preconceito. Por isso que a única bandeira que eu levanto é a do RESPEITO. Respeito na sua forma integral, independente da cor, opção sexual, forma física e crença.

A nossa obrigação é com a felicidade e sempre devemos buscar a nossa melhor versão. E isso só acontece quando nos empoderarmos e respeitarmos o nosso corpo e limites. Afinal, recebemos aquilo que damos. Então dê amor, carinho, sorrisos e respeito.

Beijos, Beijos

 

 

(Visited 45 times, 1 visits today)