Onde Estávamos Enquanto Alguém Sofria

Na última semana fui surpreendida por uma notícia que me deixou triste e muito reflexiva. Uma conhecida dos tempos de colégio havia cometido suicídio.

Diante dessa fatalidade, fiz inúmeros questionamentos como: “O que ela sofria para ter CORAGEM de tirar sua vida?”, “Ninguém viu isso?”, “Por que ela não pediu ajuda?”, “Como…?”. Nesse momento você tenta pensar em alguma explicação para tal ato.

Duplo_suicidio Comportamento Saúde e Bem-estar Todos
fonte: desciclopédia

 

Olhando as mensagens de homenagem e alento para a família, frases como: ” Você era uma pessoa tão sorridente! Não acredito que fez isso!”, ” Justo você! Você parecia uma pessoa feliz. Não imaginava o que estava passando.”, ” Senhorita, por que você fez isso? Ontem eu te encontrei e até brincou comigo!”, me chamaram a atenção.

Conversando sobre isso com a nossa parceira e Psicóloga Éllen Matins do Blog Saúde das Emoções, decidimos falar sobre o assunto.

Falar de suicídio ainda é um Tabu para muitas pessoas por agredir crenças religiosas, por terem a visão de que suicidas são fracassados, por acreditarem que é um assunto proibido. Falar da morte sempre causou desconforto para muitos de nós.

 Apesar da resistência sobre o assunto, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) esse é um problema de saúde pública que chega a ser responsável por uma morte a cada 40 segundos no Mundo. O suicídio é o segundo maior causador de mortes entre jovens entre 15 à 29 anos, em sua maioria do sexo masculino. Chega a ser assustador né?

tumblr_m5bj84DSwe1qfdk11o1_500 Comportamento Saúde e Bem-estar Todos
fonte: tumblr

 

Você sabia que 90% dos casos de suicídio podem ser prevenidos se houver ajuda voluntária e de profissionais?  Mas, quando e como ajudar? Acima de tudo, quando e como faço para pedir ajuda?

Pessoas cometem suicídio por terem a necessidade de aliviar pressões externas como culpa, remorso, cobrança, ansiedade, medo, humilhação entre outros. A junção de duas ou mais ideias ou sentimentos conflituosos é o momento que pensamentos suicidas surgem.

A pessoa pode ser tomada por uma sensação de solidão, esquecimento e isolamento que chega a ser insuportável. Algumas querem que as pessoas a sua volta sinta o mesmo que ela ou são tomadas pela a necessidade de fugir, desaparecer.  Fazendo com que surja o desejo de dar fim aos tormentos e buscar a paz.

Ao chegar em momentos críticos no qual o suicídio torna-se uma saída, o desejo de viver e resistir a auto destruição aparece, junto com sentimentos opostos aos que viverá até o momento. Fazendo com que a vontade de lutar pela vida ressurja. Nesse período é importante ter a disponibilidade de alguém para ajudar e compreender esses sentimentos de suicídio.

Mas como identificar que alguém  precisa de ajuda? 

A depressão é o maior sinal, mas na maioria das vezes a pessoa não precisa estar necessariamente depressiva. Alguns sinais de alerta são importantes para a identificação de um possível suicida.

Fonte: Popenhagen, Mark P. & Roxanne M. Qualley (April, 1998). Adolescent Suicide: Detection, Intervention and Prevention.Profissional School Counseling, Vol 1(4), 30-36. Oferecido por Karina Okajima Fukumitsu em 2015
Sinais de Alerta Verbais Sinais Comportamentais Diretos
  • Diretos:
    “Eu quero morrer”
    “Vou me matar”
    “Gostaria de estar morto”
    ” A morte poderá resolver a situação”
  • Indireto:
    “Não posso aguentar mais isso”
    “Você sentirá saudade quando eu partir”
    “Ninguém mais precisa de mim”
    “Logo você não precisará se preocupar comigo”
  • Tentativa de suicídio
  • Sinais de depressão grave
  • Problemas associados com o sono
  • Desesperança e desespero
  • Isolamento
  • Falta de sentido para viver
  • Aumento do consumo de drogas e álcool
  • Ansiedade, dor psíquica, estresse acentuado 
  • Pessimismo
  • Sensação de estar preso e sem saída

 

Para ajudar essa pessoa é necessário dar o primeiro passo e estender-lhe a mão. Em uma crise suicida o sentimento de isolamento e solidão é enorme e nesse momento a pessoa pode se sentir confortável para desabafar. Então pergunte “Como posso te ajudar?”, não tenha medo! Ter alguém que possa ouvi-la sem que faça críticas ou julgamentos, faz toda a diferença. Não se preocupe com o que vai falar, mas esteja preparado para ouvir.

Grupos de voluntários de apoio emocional como CVV estão disponíveis para ajudar pessoas que tem a intenção de cometer suicídio. Eles atendem por telefone, Skype, chat, e-mail e pessoalmente. O CVV conta com aproximadamente 2.200 voluntários que são preparados para te ouvir.

O facebook em parceria com algumas instituições criaram um guia para informar aos usuários da rede social os sinais de que um amigo possa estar em sofrimento emocional (artigo completo)

Busque um profissional! Eles tem ferramentas e conhecimentos para te ajudar da melhor forma possível. 

tumblr_static_8rv6wewgspc8gc8g0c888ws80 Comportamento Saúde e Bem-estar Todos
fonte: tumblr

Busque ajuda, seja a ajuda.

Conte sua história, entre em contato conosco AQUI

Beijo, beijo

Fonte: Abeps

           jornalnh

 

 

 

(Visited 72 times, 1 visits today)

2 Comments

Comments are closed.