Campanha Escolha Viver, Todos

Suicídio: Como ajudar alguém que desistiu da vida? #CamapanhaEscolhaViver

Nos últimos tempos o suicídio vem se tornando assunto nas mídias sociais, órgãos públicos começaram a dar mais atenção e a população está cada vez mais preocupada e atenta como assunto. Afinal, o suicídio está fazendo mais vítimas a cada dia.

Diante dessa chuva de notícias sobre casos de suicídio o que podemos fazer para ajudar? Como podemos identificar que aquele amigo, parente, vizinho está pensando em cometer suicídio? Tem como! Vamos por partes…

Como identificar que a pessoa pensa em cometer suicídio? 

Para  identificar com mais exatidão é necessário um profissional capacitados, pois ele tem ferramentas para identificar e tratar o caso. Mas, pessoas que tem pensamentos suicidas costumam dar alguns sinais clássicos. Primeiramente, existem pessoas que tem maior “predisposição” que são aqueles que fazem uso de drogas e álcool, apresentam transtornos mentais , perdas recentes traumáticas e aqueles que no passado tentaram cometer suicídio.

Pessoas com pensamentos suicidas apresentam sinais verbais e comportamentais como:

  1. Comportamento retraído e dificuldade de relacionar com aqueles que estão ao redor, até com a família;
  2. Mudanças repentinas de personalidade;
  3. Mudança de hábitos alimentares e alteração no sono;
  4. Irritabilidade;
  5. Pessimismo. Ela só conseguem enxergar o lado ruim da vida;
  6. Sentimento de culpa, não se aceitar e se desvalorizar;
  7. Tristeza profunda e reclusão;
  8. Desejo repentino de concluir tudo que estava pendente como contas, assuntos, documentos, escrever testamentos, etc;
  9. Falar “Eu quero morrer”, “Ninguém sentirá minha falta”, “Não tem mais graça essa vida”, entre outros;
  10. Aquisição de armas, grandes quantidades de medicamento ou qualquer outro objeto que pode servir para cometer suicídio.

Falaremos melhor sobre esse assunto nas postagens seguintes Fiquem Atentos

2-e1503029815813 Campanha Escolha Viver Todos

Como posso ajudar?

1)Você é a ajuda

Ao perceber alguns desses comportamentos esteja aberto para uma, duas ou mais conversas. Mostre para essa pessoa que você está ali para ouvir e ajudar. Passe segurança e deixe bem claro que ela não está sozinha.

Muitas vezes a pessoa precisa conversar, falar o que sente, sentir-se amada, externar o que está causando tanto sofrimento e angustia ou precisa de ajuda para tomar a iniciativa de buscar um profissional.

Ouça com empatia e não julgue!

Para muitas pessoas é difícil ajudar quando o assunto é o suicídio, porque existem muitos tabus em volta do assunto, questões religiosas ou até mesmo por não saber como lidar com alguém que pensa ou diz que vai cometer suicídio. Se você não se sente confortável com a situação ou com o assunto, ajude essa pessoa a procurar psicólogos, psiquiatras, órgãos que prestam apoio para pessoas em situação de risco e alerte pessoas próximas a ela.

Não tire sarro,faça piadas ou menospreze o que ela sente. Para você pode ser algo insignificante ou exagero, mas para o outro pode ser a causa de todo o sofrimento, além do que você estará fechando uma porta e vendando os olhos diante de uma situação que pode levar ao suicídio.

Falar sobre o assunto é sempre a melhor opção!

311482_307197015957445_191835197493628_1333290_1285877772_n_large Campanha Escolha Viver Todos
blogger

2) Ajuda profissional

 

Você pode ser um grande mediador, ombro amigo e aquele que estende amão e da força, mas a ajuda de um profissional capacitado é essencial para o caso.

Psicólogo: Os profissionais da psicologia são munidos de ferramentas para auxiliar a pessoa a entender qual o/os motivo/os e o que levou a ter esses pensamentos, tratando esses motivos e toda a influência que ele tem na sua vida e nas suas escolhas. Além de auxiliar no tratamento de transtornos mentais que podem ser a fonte desses pensamentos suicidas.

Momento Pitaco OMD: Na minha opinião, todos nós precisamos de psicólogos. Sempre existem questões, traumas, acontecimentos que influenciam nas nossas escolhas, atitudes, vidas, e ai vai. Muitas delas precisam de atenção. Além do que, um psicólogo ajuda muito a nos conhecermos, nos tornar empoderados, nos tornar plenos. Sou super a favor!

Psiquiatras: Esses profissionais auxiliam com tratamentos medicamentosos, têm amplo conhecimento de transtornos mentais, afim de minimizar/ controlar/ acabar com os sintomas que levam ao suicídio. Vale ressaltar que tanto os psicólogos, como os psiquiatras trabalham em comunhão na prevenção e intervenção do caso.

 

3) Centro de Valorização da Vida (CVV)

O CVV é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, que presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo.

Além do atendimento, o CVV desenvolver outras atividades relacionadas a apoio emocional com ações abertas à comunidade que estimulam o autoconhecimento e melhor convivência em grupo e consigo mesmo em todo o Brasil.A instituição também mantém o Hospital Francisca Julia que atende pessoas com transtornos mentais e dependência química em São José dos Campos-SP.

Você pode entrar em contato pelo número 141 e o atendimento é 24 horas, pessoalmente nos postos de atendimento que atualmente são 72 postos em todo o Brasil, pelo site CVV utilizando o chat, pelo Skype utilizando o VoIP mais informações e VoIP e por e-mail só clicar aqui.

download Campanha Escolha Viver Todos

 

4) Safernet Brasil

A SaferNet Brasil é uma associação civil de direito privado, com atuação nacional, sem fins lucrativos ou econômicos, sem vinculação político partidária, religiosa ou racial. Tornando-se uma entidade referência nacional no enfrentamento aos crimes e violações aos Direitos Humanos na Internet, crimes cibernéticos e pelos acordos de cooperação firmados com instituições governamentais, a exemplo do Ministério Público Federal.

Em casos de bullying, agressão, racismo ou qualquer outra violação podem ser denunciados AQUI, além de contarem com uma página interativa e intuitiva de prevenção, com jogos, textos simples e educativos para crianças e adolescente. Vale muito apena conferir na Página de Prevenção

td_safernet-brasil Campanha Escolha Viver Todos

 

5) Prevenção ao Suicídio no Facebook

Você sabia que o Facebook pode te ajudar?

Se você pensa em cometer suicídio e quer pedir ajuda a rede social tem uma página exclusiva que te direciona para locais que podem te ajudar. Isso também serve para você que tem um amigo, parente, conhecido que está em situação de risco e você não sabe a quem recorrer.

As redes sociais também estão preocupadas com o suicídio e querem te ajudar Conheça a página

facebook-prevenir-suicidios Campanha Escolha Viver Todos

 

6) Telefone da Amizade

O Telefone da Amizade é uma associação privada de solidariedade social reconhecida de utilidade pública, que é apoiada no trabalho e empenhamento de voluntários que não está relacionada a organizações religiosas ou governamentais.

Você pode entrar em contato pelo número de telefone 228 323 535 que está disponível das 16h até as 23h todos os dias da semana.

Se tiver o interesse em ser voluntário é só entrar em contato pelo e-mail telefone.amizade@gmail.com

ta01_300x190mm Campanha Escolha Viver Todos

7) Centro de Atenção Psicossocial (CAPS)    

Os CAPS são instituições destinadas a acolher pacientes com transtornos mentais, estimular sua integração social e familiar e apoiá-los em suas iniciativas de busca da autonomia, oferecendo-lhes atendimento médico e psicossocial.

Os pacientes são atendidos de acordo com o Projeto Terapêutico Singular, ou seja, cada individuo recebe um tratamento específico para seu caso. O projeto consiste me consultas, atividades diversas, oficinas terapêuticas e culturais, rodas de orientação e conversa que podem ser individuais ou em grupo.

Os tipos de CAPS:

  • CAPS I e CAPS II: Atendimento diurno(segunda a sexta) de adultos com transtornos mentais;
  • CAPS III: Atendimento diurno e noturno(24 horas) de adultos com transtornos mentais;
  • CAPS Infantil I e II: Atendimento diurno(segunda a sexta) a crianças e adolescentes com transtornos mentais;
  • CAPS Infantil III: Atendimento diurno e noturno à crianças e adolescentes com transtornos mentais;
  • CAPS Álcool e Drogas: Atendimento diário à população com transtornos decorrentes do uso e dependência de substâncias psicoativas, como álcool e outras drogas.

centro-de-atencao-psicossocial-de-mariana-caps-em-novo-endereco Campanha Escolha Viver Todos

 

8) Emergência

Em casos mais graves em que a pessoa chegou as vias de fato, tornou-se uma ameaça a própria vida ou está em meio a um surto, o ideal é acionar o 190 ou o 192 (SAMU) para que o socorro adequado seja feito.

download-1 Campanha Escolha Viver Todos

Você já entrou em contato com alguma dessas instituições? Faz ou já fez acompanhamento com psicólogo ou psiquiatra? Nos fale como foi, quais foram as suas experiências! Você pode ser inspiração para outras pessoas.

Se ainda não participa da nossa Campanha ou quer ver os próximos textos Clique Aqui

Você sabe o que é o Setembro Amarelo? Quer fazer parte da ação? Conheça mais

Beijos Beijos

Links úteis:

CAPS

Centro de Valorização da Vida

Como ajudar alguém em risco de suicídio?Psiquiatra Maria Fernanda Caliani fala sobre o tema

Facebook na prevenção ao Suicídio

Manual de prevenção ao suicídio para profissionais da saúde

Safernet Brasil

Telefone da Amizade

(Visited 174 times, 1 visits today)
%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas